Início Blog da Lena Adolescência Primeira vez: quando é chegada a hora?

Primeira vez: quando é chegada a hora?

Há algum tempo, não passava pela cabeça de um pai ou uma mãe quando era chegada a hora de transar. Os meninos eram pressionados por familiares e amigos assim que começavam a ejacular e as meninas sabiam que isto só era aceito após o casamento.

Essa referência ainda permanece para muitas famílias atualmente, mas para a maioria dos jovens ela já não serve mais. Identificar o momento de iniciar a vida sexual se tornou uma decisão pessoal. Essa responsabilidade gera ansiedade e insegurança e… pouca concentração para os estudos.

Quando um garoto começa a ejacular não significa que ele esteja maduro sexual e emocionalmente para transar. Na maioria das vezes, ele ainda está aprendendo, por meio de aproximações sucessivas, a reconhecer os sinais no jogo da sedução. O mesmo vale para as meninas, a menstruação é um sinal físico de que o corpo delas já está pronto para uma gestação, mas isso, nem de longe significa que esse é o momento mais adequado para iniciação sexual.

Como ajudar a identificar a hora certa

Na adolescência, os hormônios sexuais provocam uma mudança radical no corpo, que sofre transformações de modo a deixar de ser uma corpo de criança para ser um corpo adulto.
O corpo, que antes sentia “cócegas” quando se deparava com um estímulo sexual, passa a sentir um “comichão”, chamado tesão, toda vez que acontece um olho no olho, um beijo, um abraço, um cheiro, e outros carinhos mais.

A sensação de desejo, aliada à curiosidade e à oportunidade, pode dar a falsa impressão de que o adolescente está pronto para ter a sua primeira vez.

Os pais pode ajudar ao filho (a) a refletir sobre esta temática e a identificar este momento. Para tanto, é necessário a conversa franca, o PAPO FIRME que mostre para ele (a) o conceito de que ninguém é apenas um CORPO!

VAMOS PRATICAR?

Para isso, experimente perguntar ao seu filho (a):

Quando é o melhor momento ou idade para uma pessoa ter a sua primeira vez?
E deixe ele (a) responder, ouvindo atentamente o que fala.

Depois que ele (a) se colocar, veja onde os argumentos são inconsistentes, ou um conceito ou informação errada, ou ainda posicionamentos que a sua pouca idade ainda não consegue perceber o risco, e interfira numa posição de complementariedade.

Identifique os FACILITADORES e OS SABOTADORES de uma relação sexual PRAZEROZA E SEGURA que cabem ser discutidos no momento, e amplie a visão do adolescente sobre a decisão da sua 1a vez.

Cada adolescente é uma pessoa que tem uma determinada experiência, valores, crenças e expectativas. Por sua vez, o sexo não é só uma reação orgânica que automaticamente leva ao prazer!

Para ele acontecer adequadamente são necessárias mais coisas além do mero desejo: maturidade, capacidade de entrega e responsabilidade sexual (prevenção de gravidez e DST/Aids).

Portanto, a hora certa para iniciar a vida sexual varia de pessoa para pessoa. Sexo é uma função natural do ser humano, mas, não precisa (e nem deve) ser praticado enquanto a pessoa não se sente pronta para assumir essa atividade.

UM BOM PAPO  PARA VOCÊ!!