Início Blog da Lena Direitos Sexuais O celular pode deixar o adolescente sem noção!

O celular pode deixar o adolescente sem noção!

O poder, a mágica do celular pode deixar o adolescente fazer coisas sem noção de sua gravidade!

Qualquer um que tenha contato com jovens sabe que eles estão o tempo todo conectados à internet. Hoje, uma das cenas mais comum é ver um jovem teclando um celular conectado a uma rede social. Em questão de segundos, pronto! O garoto (a) consegue se unir a milhares de pessoas que disparam ideias e imagens de toda parte do mundo. Esse poder, esse passe de mágica, pode deixar o adolescente sem noção do que está fazendo.

A internet é uma comunicação poderosa, um canal para conversar, trocar experiências, passar o tempo, conhecer pessoas e, por isso, tem sido tão frequente os casos nos quais os jovens se expõem de forma inconsequente.

Outro dia, numa escola, uma professora me contou que ficou profundamente irritada com um aluno, quando o flagrou tirando uma foto com o celular do “reguinho do bumbum” de uma garota, sem que ela notasse. Segundo ela, a vontade foi arrancar o celular das mãos dele e lhe aplicar uma suspensão, mas ela foi prudente, e chamou a atenção dele mostrando que o que ele estava fazendo era errado. E você, o que faria numa situação como essa?

Eu aprendi ao longo da minha história com jovens que o enfrentamento não é a melhor opção para ele mudar de conduta, e sim o diálogo. Eu chamaria o aluno para uma conversa em particular e perguntaria por que ele estava fazendo o que fez? De acordo com a resposta, completaria as lacunas do pensamento dele com as informações que lhe falta ou que ainda não conseguiu perceber, explicando que não é porque o “reguinho” estava aparecendo que se tornou público. Todo corpo tem um dono, e o que ele fotografou não lhe pertencia. E para fazer ele refletir sobre sua atitude, perguntaria se agora, olhando a situação de fora, e percebendo a importância do respeito, privacidade e segurança da garota:

– Você ainda acha que tinha o direito de fazer isso?

Eu acredito no poder da informação no diálogo. E você?

Quer saber mais como proteger seu filho (a) na internet? Clique aqui: VAMOS PARAR ISSO AGORA! aula ao vivo